terça-feira, 26 de outubro de 2010

Vezenquando me deprimo com o jeito distorcido e perturbado com qual as pessoas à minha volta ligam para o amor, complicando o que deveria ser simples e simplificando o que é tão complexo.
Mas quem sou eu - eu, tão cheia de problemas - pra julgar o jeito de amar de alguém?

Um comentário:

owerdose disse...

Acho que pra julgar algo temos que ter um parametro, e o foda é que o amor não tem parametro nenhum...pelo contrario, ele não tem nem explicação! Acho que se uma pessoa se apaixonar por uma planta é valido, o legal do amor é esse... a gente faz, inventa, acaba, so não pode entender nem julgar!